ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Agricultura

Convênio vai melhorar inspeção de produtos de origem animal no Estado

Quarta-feira, 31 de julho de 2013


A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/PR) vão trabalhar juntos no fortalecimento da fiscalização de produtos de origem animal. O convênio vai aproveitar a reestruturação da Gerência de Inspeção de Produtos de Origem Animal – Gipoa, da Adapar, e as atividades do Sebrae junto às pequenas e médias agroindústrias familiares para melhorar a qualidade do sistema produtivo.

A parceria ajudará também no trabalho de expansão do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA), que possibilita o alcance de novos mercados, com comercialização dos produtos fiscalizados e inspecionados pelo Serviço de Inspeção do Paraná (SIP-POA), da Adapar. Este órgão é responsável pelo registro e fiscalização das empresas que produzem matéria-prima, manipulem, beneficiem, transformem, industrializem, preparem, acondicionem, embalem produtos de origem animal, e que fazem a comercialização intermunicipal.

O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, explicou que o trabalho em conjunto vai fortalecer a dinâmica da produção paranaense. “Queremos que todos os nossos agricultores tenham estímulos para cumprir as exigências necessárias para que se tenha alimentos saudáveis nas nossas mesas. Podemos ampliar essa visão, e ajudar a gerar mais renda, a dar melhores condições de vida no campo”, disse Norberto Ortigara.

QUALIFICAÇÃO – Na avaliação do diretor-presidente da Adapar, Inácio Afonso Kroetz, a parceria facilitará a qualificar a produção animal no Estado. “Estamos oportunizando condições para comercializar os produtos em todo o Estado e no país. Mas para isso precisamos também capacitar as nossas 428 pequenas e médias empresas que atuam no setor”, disse Kroetz.

Nove empresas já integram o Sisbi. Na nova estrutura proposta pela Adapar serão incorporados ao projeto os sistema de registros de estabelecimentos, de produtos, fiscalização da inspeção e fiscalização de autocontroles para carnes, leite, ovos, mel e pescados.

Outra meta é aperfeiçoar e padronizar as atividades de fiscalização nos estabelecimentos registrados junto a Agência. Quanto à fiscalização dos autocontroles, a nova proposta é estruturar e implantar a fiscalização nas indústrias do setor registradas na Adapar, auxiliando dessa forma na consistência dos programas e inibindo os possíveis desvios tecnológicos e microbiológicos.

ORIENTAÇÃO – Julio Cezar Agostini, da diretoria executiva do Sebrae Paraná, explicou que uma das ações do Sebrae é auxiliar na orientação para a aptidão das agroindústrias dos sistemas do Sisbi/Suasa. “É uma visão estratégica para que a pequena e micro agroindústria se qualifique. Ajudamos a criar um círculo virtuoso para o crescimento dessa pequena agroindústria, oferecendo produtos com qualidade seja no cultivo, na produção e na sua comercialização”, disse Agostini.

O diretor do Sebrae anunciou que o órgão, pelo programa Sebraetec – Serviços em Inovação e Tecnologia que poderá subsidiar em até 80% dos custos do sistema de assistência técnica gerencial auxiliando dessa forma na capacitação da qualidade produtiva da micro e pequena agroindústria no Estado.

Participaram ainda da assinatura do convênio do Governo do Estado, diretores do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Paraná - CRMV-PR, da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) e dos sindicatos dos Médicos Veterinários do Estado do Paraná, das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná – Sindiavipar.

Fonte: Agência de Notícias do Estado

 Outras Notícias

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 11:30 e 13:30 às 17:00