ÚLTIMAS NOTÍCIAS / EUROPA

Crise na Europa faz com que dólar chegue a R$ 2; acompanhe

Terça-feira, 15 de maio de 2012


As incertezas em relação ao futuro da economia da Grécia seguem atingindo os mercados internacionais nesta terça-feira (15). O temor com a possibilidade de uma nova eleição e de o país deixar a zona do euro têm derrubado as Bolsas pelo mundo e faz com que a moeda norte-americana suba. Por volta das 11h30, a cotação do dólar comercial tinha alta de 0,24%, a R$ 1,995 na venda. A moeda chegou aos R$ 2 nesta manhã. Já o euro tinha leve desvalorização de 0,31%, a R$ 2,552. Nesta segunda-feira (14), o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que a alta do dólar beneficia a indústria brasileira diante da concorrência mais acirrada de produtos importados. O Ibovespa (principal índice da Bovespa) subia 0,64%, aos 57.906,65 pontos (siga no UOL Economia gráfico da Bovespa com atualização constante). Veja ainda no UOL a cotação das ações e fechamentos anteriores da Bolsa. O Produto Interno Bruto (PIB) da Grécia caiu 6,2% no 1º tri, segundo as primeiras estimativas oficiais. Porém, a maior economia da Europa, a Alemanha, evitou recessão ao crescer 0,5% no mesmo período. A Grécia irá realizar novas eleições após líderes políticos não conseguirem entrar em acordo para um governo de coalizão, afirmou um porta-voz do presidente grego, Karolos Papoulias, nesta terça. Bolsas internacionais As Bolsas da Ásia atingiram níveis mínimos em vários meses, ao passo que os investidores buscaram refúgio do tumulto político que está alimentando temores sobre a saída da Grécia da zona do euro e ameaçando o progresso feito até agora para resolver a crise da dívida da região. "A questão da Grécia de potencialmente deixar a zona do euro está provavelmente nos pensamentos de muitos, mas um senso fortalecido de desaceleração do crescimento chinês deu uma nova dimensão à recente aversão ao risco, e ambos os fatores estão afetando as commodities", disse o pesquisador sênior de energia do Mitsubishi UFJ Research and Consulting em Tóquio, Tomomichi Akuta. "As dúvidas estão crescendo sobre a sustentabilidade das políticas fiscal e monetária da Europa, que visam a estabilizar a região, e o apetite por risco continuará cauteloso até que uma solução seja encontrada para acalmar o sentimento público grego e o desejo da Europa de garantir sua unidade", afirmou. O índice Nikkei do Japão recuou 0,81%, enquanto a Bolsa de Cingapura teve alta de 0,44%, Taiwan avançou 0,25% e Hong Kong subiu 0,81%. O índice referencial de Xangai recuou 0,25% e Sydney teve queda de 0,71%.

Fonte: UOL

 Outras Notícias

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 11:30 e 13:30 às 17:00