ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Família e Desenvolvimento Social

Paraná amplia valor que define linha da pobreza e beneficia mais 9 mil famílias

Terça-feira, 24 de junho de 2014


O Governo do Estado ampliou o valor que define a linha de extrema pobreza no Paraná para R$ 87,00, que passa ser 11% superior ao estipulado pelo Governo Federal. O novo valor já está sendo usado desde o início desta semana para o cálculo da transferência de renda estadual, feita às famílias que já recebem o Bolsa Família. 

A medida permitirá que mais 9 mil famílias paranaenses passem a ser beneficiadas pela modalidade, chamada Renda Família Paranaense e que faz parte do programa Família Paranaense. A estimativa é que em junho 99 mil famílias sejam atendidas por este benefício, com um investimento que chega a R$ 3,2 milhões. 

“O aumento da linha de extrema pobreza significa que no Paraná nenhuma pessoa deverá sobreviver com menos de R$ 87,00 por mês”, explica a coordenadora da Unidade Técnica do Programa Família Paranaense, Letícia Reis. 

CÁLCULO- A coordenadora ressalta que os valores recebidos pelas famílias por meio do Renda Família Paranaense são variáveis. “Para a definição do valor a ser pago, consideramos o número de pessoas na família, a renda desta família e quanto ela recebe do Bolsa Família. Depois disso, fazemos o cálculo para saber quanto falta para que cada integrante desta família receba R$ 87,00 por mês”. 

ESCOLA E VACINAÇÃO - O valor médio do benefício oferecido pelo governo estadual é de R$ 40 por família, com um teto mensal de R$ 150. Para receber a renda, as famílias devem manter as crianças na escola, ter a vacinação em dia e as gestantes precisam fazer corretamente o pré-natal. 

Outra novidade do Renda Família Paranaense é que a partir deste mês de junho os saques dos benefícios passam a ser feitos com um novo cartão que está sendo enviado às famílias. O cartão substitui o antigo e traz as marcas dos programas Renda Família Paranaense e do Bolsa Família. O anterior trazia apenas a marca do programa federal PROTEÇÃO INTEGRAL - A transferência de renda é apenas uma das modalidades do programa Família Paranaense, que investe na promoção social das famílias, reduzindo a vulnerabilidade e garantindo o acesso a todos os serviços e programas que contribuam para o desenvolvimento social e econômico. 

As ações, que são coordenadas pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social e envolvem 18 secretarias estaduais e municípios, ajudam paranaenses a ingressarem no mercado de trabalho, a melhorarem a renda e terem maior qualidade de vida. 

O programa já está presente em 91% dos municípios do Estado e tem como meta reduzir os índices de extrema pobreza no Paraná, tirando 100 mil pessoas da dessa condição até dezembro de 2014. De acordo com balanço do Ministério do Desenvolvimento Social, 92% desta meta já foi atingida, de 2011 a 2013. 

Fonte: Agência Estadual de Notícias

 Outras Notícias

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08:00 às 11:30 e 13:30 às 17:00